terça-feira, 4 de maio de 2010

CNBB faz enfrentamento a pedofilia em Salvaterra


A Comissão de Justiça e Paz da CNBB(Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) chegou a Salvaterra capitaneada pela nacionalmente conhecida Irmã Henriqueta Cavalcante. A missão da comissão no Marajó é visitar os municípios da ilha promovendo oficinas de preparação para o enfrentamento a rede de pedofilia já denunciada em toda região pleo nosso Bispo D. José Luiz Ascona.
Salvaterra fez-se o primeiro dos municípios visitados e com a mobilização da Paroquia de Salvaterra reuniu professores, conselheiros tutelares, lideranças comunitárias, vereadores, quilombolas, assistentes sociais e religiosos para debater e mapear possíveis casos de pedofilia no município, identificados a partir de relatos e vivências. Foram dois dias de atividades, nesta segunda, 03 e na terça, 04 no espaço de eventos do majestoso Salão Conceição. Culminando com uma passeata no final do segundo dia pelas ruas do centro da cidade envolvendo estudantes das escolas públicas.
A Comissão trouxe consigo o advogado Steffen Von Grapp II, responsável exclusivamente de conduzir os casos de pedofilia identificados no Marajó dentro do programa “Amar a vida”. “A exploração sexual de crianças e adolescentes é uma atividade criminosa interligada com outros crimes e problemas sociais.
Já tem gente no Marajó comprando crianças por mil reais para efetuar a exportação de órgãos e já tenho em minhas mãos um dossiê com fotos e nomes. Vamos denunciar e esperamos que as autoridades coloquem estes criminosos atrás das grades” disse irmã Henriqueta, em tom de indignação, durante uma das reuniões em Salvaterra. E completou “Mas tem até autoridade do judiciário, aqui no Marajó, que já recebeu, de presente, uma casa no exterior, dada por pedófilos para, em troca, ser protegido. E toda população do município sabe disso”.
Durante o debate a equipe ouviu relatos da situação de exploração sexual de crianças e cobraram presença do Juiz da cidade durante as discussões, vista como um descaso pelos participantes. A Promotora Renata, representante do Ministério Público em Salvaterra compareceu para o debate e fez importantes considerações e orientações.
Durante esta semana Irmã Henriqueta e equipe estarão visitando ainda Soure, Cachoeira do Arari e Santa Cruz do Arari.

Nenhum comentário:

Postar um comentário